Os caminhos revelam os segredos do selêncio

Quero repaginar os caminhos da minha vida

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Nem sei o que escrever


Hoje, oito de Janeiro de 2010. Já se passaram oito dias deste novo ano que acabou de iniciar e fiquei pensando o que escrever. Fico só pensando que neste momento em vários lugares pessoas choram, porque perderam suas famílias, suas casas, em outra cidade perderam até suas identidades de referências, enfim o que posso falar. Quero apenas dizer que na fragilidade da vida está as respostas para tantas perguntas.
Só tenho a dizer que a vida ela é uma luz que pode se apagar a qualquer minuto, exatamente por não ser eterna, existe essa fragilidade. Embora nunca permitimos ser frágeis, as vezes achamos que somos rocha, mas não somos. Deus permite essa fragilidade para reconhecermos quem devemos enxergar além de nós.
Sei que muitas pessoas se perguntam, o que aconteceu? Por quer aconteceu essas tragédias todas? Nem eu e nem você e nem os especialistas irão realmente encontrar a resposta exata, é claro que no caso de Angra Dos Reis e Ilha Grande houve desobediência da Lei Ambiental, mas sabemos que o dia escolhido e a hora que foi será sempre o mistério da natureza.
Tudo o que quero salientar é que nada somos diante da fúria da natureza, desde do mais simples ao mais sofisticado, fiquei pensando no lavrador do lado do Vice- prefeito que estavam naquela ponte, todos foram levados pelas águas quando ela desabou. Tudo isso é uma alerta para rever o nosso conceito de vida.
O que eu realmente desejo é que possamos mudar nossos conceitos e procurar ter mais respeito com o nosso planeta. Rever nossa postura na sociedade, para que mesmo que seja um só grito, que ele tenha um eco de respeito.

Um comentário:

  1. Gostei, virei mais vezes aqui. Aproveito para recomendar o blog: www.seteramos.blogspot.com
    Lá tem uma homenagem a Gabriela Mistral que vale a pena ler.

    ResponderExcluir

Um outro dia